Secretaria Municipal de Educação de Serra do Ramalho Realiza 1ª Formação para Assistentes de Alfabetização do Programa Mais Alfabetização

A secretária Municipal de Educação, representada pela Coordenadora Local Jeane Rufina realizou a primeira formação de todos os Assistentes de Alfabetização, seguindo com a programação para a eficaz execução do programa no município.

A Secretária Municipal de Educação, senhora Maria Aparecida Rosa para abrir a formação deu boas vindas aos Assistentes de Alfabetização, enfatizando o papel importante que este trabalho voluntário tem para a melhoria da aprendizagem das crianças nos anos em que o programa será aplicado.

O Programa Mais Alfabetização – PMALFA, instituído por meio da Portaria MEC nº 142, de 22 de fevereiro de 2018, é uma estratégia do Ministério da Educação – MEC, que visa fortalecer e apoiar as unidades escolares no processo de alfabetização dos estudantes regularmente matriculados no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental.

O objetivo do PMALFA é fortalecer e apoiar as unidades escolares no processo de alfabetização – para fins de leitura, escrita e matemática – dos estudantes no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental. Para isso, o Ministério da Educação garantirá apoio adicional – prioritariamente no turno regular – do assistente de alfabetização ao professor alfabetizador, por um período de cinco horas semanais para unidades escolares não vulneráveis, ou de dez horas semanais para as unidades escolares vulneráveis.

O Programa Mais Alfabetização será implementado mediante apoio técnico e financeiro do MEC.

  1. a) O apoio técnico dar-se-á por meio de processos formativos, do auxílio do assistente de alfabetização às atividades estabelecidas e planejadas pelo professor alfabetizador, do monitoramento pedagógico e do sistema de gestão para redes prioritárias.
  2. b) O apoio financeiro às unidades escolares dar-se-á por meio da cobertura de despesas de custeio, via Programa Dinheiro Direto na Escola – PDDE, devendo ser empregado:

I – na aquisição de materiais de consumo e na contratação de serviços necessários às atividades previstas em ato normativo próprio; e

II – no ressarcimento de despesas com transporte e alimentação dos assistentes de alfabetização, responsáveis pelo desenvolvimento das atividades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *