Sesab recomenda vacinação contra febre amarela em 45 cidades da Bahia

Do G1 BA

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) recomenda que 45 municípios do estado imunize 100% da população, após o surto febre amarela em Minas Gerais, estado que faz divisa com a Bahia. A doença também atinge a população em São Paulo.

Conforme comunicado da Sesab nesta segunda-feira (16), apesar da preocupação, não há nenhum registro de febre amarela na Bahia.

A secretaria destaca que a recomendação não é uma campanha de imunização, por isso não foram infomadas data de início ou limite para que as pessoas possam se vacinar. De acordo com o órgão, as doses já estão disponíveis nos municípios e a vacinação faz parte do calendário da secretaria.

Confira os municípios:
Angical
Baianópolis
Barra
Barreiras
Bom Jesus da Lapa
Brejolândia
Buritirama
Campo Alegre de Lourdes
Canápolis
Carinhanha
Casa Nova
Catolândia
Cocos
Coribe
Correntina
Cotegipe
Cristópolis
Feira da Mata
Formosa do Rio Preto
Ibotirama
Itaguaçu da Bahia
Iuiú
Jaborandi
Luís Eduardo Magalhães
Malhada
Mansidão
Morpará
Muquém de São Francisco
Paratinga
Pilão Arcado
Remanso
Riachão das Neves
Santa Maria da Vitória
Santa Rita de Cássia
Santana, São Desidério
São Félix do Coribe
Sento Sé
Serra do Ramalho
Serra Dourada
Sítio do Mato
Sobradinho
Tabocas do Brejo Velho
Wanderley
Xique-Xique

Surto
São 38 mortes notificadas em Minas Gerais e dois óbitos no noroeste paulista – em São José do Rio Preto e em Ribeirão Preto. Até esta sexta-feira (13), 133 casos relacionados à doença eram investigados pelo Ministério da Saúde. O vírus da febre amarela não é transmitido de pessoa para pessoa, apenas pela picada de mosquitos infectados.

A vacinação contra a febre a amarela não é recomendada para pessoas com doenças como lúpus, câncer e HIV, devido à baixa imunidade, nem para quem tem mais de 60 anos, grávidas e alérgicos a gelatina e ovo, pois pode causar reações segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Com relação às vacinas, o Ministério da Saúde informou que todos os estados estão abastecidos com as doses contra a doença e o país tem estoque suficiente para atender toda a população nas situações recomendadas. O órgão disse, também que enviou 735 mil vacinas ao estado, totalizando mais de 1 milhão de doses ao estoque de Minas Gerais.

O Minsitério da Saúde informa ainda que a doença se torna aparente de três a seis dias após a infecção. Os sintomas iniciais são febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. A maior parte das pessoas apresenta uma melhora após tais sintomas.

Cerca de 20% a 40% das pessoas que desenvolvem a versão mais grave da doença (15% do total de infectados) podem morrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *